Banda gaúcha faz sucesso misturando hardcore com música sertaneja



Hardneja Sertacore toca de Chitãozinho e Xororó a Victor e Léo.
Grupo não tem fãs de sertanejo, mas faz covers “pela diversão”.

Com bateria rápida e guitarras altas, a música que começa a tocar no MySpace da banda poderia se passar por um hardcore normal – a não ser pelo riff, que lembra uma melodia radiofônica conhecida, e a letra, que começa: “Quando eu digo que deixei de te amar/ É porque eu te amo”. Na verdade é uma versão de “Evidências”, sucesso de Chitãozinho e Xororó devidamente acelerada pelo quarteto Hardneja Sertacore (trocadilho com os estilos hardcore e sertanejo), de Porto Alegre.

“Nós não somos fãs de música sertaneja”, confessa o vocalista e guitarrista Nigéria (Tiago Redin), “mas os refrões eram bons e foi divertido arranjar as músicas no nosso estilo”. O vocalista tinha uma banda chamada Update com Gabriel e Lucas, respectivamente guitarrista e baixista do Hardneja Sertacore: “Depois da saída do nosso baterista, ficamos um tempo sem tocar, até termos a ideia da Hardneja e arranjarmos um novo cara para as baquetas”.

A banda faz mais sucesso no meio hardcore: “Ainda não tocamos para o público sertanejo, não recebemos nenhum convite”, explica Nigéria, mas diz que a música já foi aprovada por fãs do estilo – “Quem tem se divertido são os pais dos nossos fãs, que dizem que finalmente descobriram um tipo de hardcore que podem gostar”. Mesmo gaúchos, preferiram o sertanejo do interior de São Paulo “pela melodia” – “Mas já pensamos em tocar pagode e música gauchesca”, enumera.

A banda já toca há mais de um ano – algumas músicas no MySpace foram postadas em maio de 2008. Quando a parceria entre Chitãozinho e Xororó e os conterrâneos do Fresno em um programa da MTV (que também fizeram uma versão de “Evidências”) foi anunciada, Nigéria ficou preocupado: “Agora vão dizer que nós copiamos a ideia do Fresno”, lembra, dizendo que os estilos das duas banda são diferentes. “O Fresno faz um power pop, nós somos bem mais pesados”.

Sucessos

No canal da banda no Youtube, é possível ver um vídeo com o grupo tocando o clássico caipira “Menino da porteira” ao lado do baião “Asa branca”, mas o repertório do Hardneja Sertacore privilegia sucessos modernos, como “Fada” de Victor e Léo, “Dormi na praça” de Bruno e Marrone, “É o amor” de Zezé di Camargo e Luciano e “Pense em mim” de Leandro e Leonardo.

“Ainda não temos disco gravado, infelizmente”, explica Nigéria, dizendo que as músicas precisam ser liberadas pelos compositores antes de virarem um CD. Enquanto a oportunidade de lançar um álbum não aparece, a banda segue tocando por todo o Brasil – neste fim de semana, se apresentam em Criciúma, Santa Catarina, e em maio tem shows marcados no estado de São Paulo.

Aliás, a capital do estado deve ser o destino final da Hardneja Sertacore, que se muda para a cidade no início do próximo mês, procurando fazer mais shows e ter mais acesso à mídia. Se o sucesso da banda for medido pela popularidade das covers tocadas, o futuro está garantido.

Fonte: G1, por Amauri Stamboroski Jr.


Imagens relacionadas

G1  Música  NOTÍCIAS  Banda gaúcha faz sucesso misturando Mundo da música « BLOG Se Você fosse uma Música… honotícias Punk rock sertanejo R o l l i n g Hardneja Sertacore temmaiscom  Evento em Rio Preto reúne bandas jovens neste sábado Tudo começou com uma ideia muito doida   CUTE #recomendado  Meme Planeta Brega  Tudo sobre o que é piegas romântico e sucesso music that you must listen to  October 2008

A banda porto-alegrense Hardneja Sertacore. (Foto: Divulgação)